segunda-feira, julho 13, 2009

A situação económica dos portugueses não está nada famosa.. a minha também não... isto de reconstruir casa sem empréstimo e preparar um casamento dá os seus frutos... e pergunto-me como é que o meu gestor de conta - sim eu tenho um gestor de conta não sei bem para quê - lida com o facto de gerir 30 euros ou coisa que o valha (nesta altura do mês ainda não está assim tão mau......)
Para combater a crise, ontem fui com o D comprar umas coisas para a casa, porque o casamento aproxima-se e queremos ter aquilo pronto... eu não ter vestido pronto a horas é uma coisa... agora não ter almofadas para deitar a cabeça é que não...
Quando vínhamos para o carro - na rua por causa do GPL - vêm ter connosco a pedir dinheiro... Não costumo dar dinheiro, sim sou uma assistente social sem a costela proteccionista..., não dou dinheiro porque há outras opções... enfim... não dou dinheiro para a droga e para o vinho (e sei que lhes faz falta, sei que a ressaca da abstinência é horrível e que possivelmente as consequências são más... mas não dou e pronto...)
O sr. (o homem) abordou-nos como aborda quem pede, mas foi educado, não pediu dinheiro, perguntou se podíamos ir com ele lá dentro e comprar alguma coisa para comer...
Estava limpo, com a barba feita, não cheirava a álcool, não tinha picadas nos braços...
Estava desempregado...
O D. sacou das moedas que tinha e deu-lhe, não era muito, para dizer a verdade não era quase nada...
Entrei no carro, com os sacos com coisas que tinha comprado, não era comida... eram coisas...
Procurei na carteira e tinha 5 euros...
"Oh mor, procura ai o Sr...."
Dei-lhe a nota, correu ao lado do carro para agradecer, acho que nunca lhe tinham dado tanto...
Ainda o vimos a correr para o Colombo, se tinha fome foi comer...
Se nos enganou, destinou o dinheiro para outra coisa...
Não interessa...

1 comentário:

Alminha ChéChé! disse...

tive uma situação semelhante que me marcou, casa das sandes e 2 crianças a pedir comida, fugiram da vista do pai que os faziam andar ali a pedir moedas, comprei 1 sandes a cada um.. quando dei por mim eram 5 na minha mesa, cada um mais pequenino que o outro. Senti-me grata por ter vivido aquele momento :)