quinta-feira, julho 07, 2011

Do mau feitio

Na realidade também não tenho assim tanto mau feitio como isso (não tenho mesmo), mas ele há coisas que me irritam mais que a conta..., uma das coisas que me mete os cabelos em pé são pessoas mal educadas.
Verdade seja dita que nos dias que correm é difícil encontrar gente simpática a atender onde quer que seja... ás vezes encontro e acreditem que passo pelo menos uma semana a dizer bem daquela alminha que foi simpático para mim, chego mesmo a utilizar termos como fofinha(o) e queridinha(o).
Esta semana reclamei (2 folhas inteirinhas no livro de reclamações).
Passo a explicar:
Fui à bomba de combustível com o pai (ás 4 da tarde) encher um recipiente (próprio, não era um garrafão de plástico de 5 litros) com gasolina. Saco da mangueira e a senhora que estava do lado de dentro do balcão faz-me sinal para eu lá ir... e lá vou eu.
Diz-me, com ar de poucos amigos, que a bomba está em pré pagamento (apesar de não estar identificada como tal) e eu tudo bem, então pago já, queria 8 litros de gasolina.
A menina, com o mesmo ar, pega na máquina calculadora e diz-me o valor a pagar, e eu pago.
Vou para meter os 8 litros ( que foram 13€) e a máquina pára nos 6 litros, fomos até á senhora para saber qual era o problema... e começa o pânico, o medo, o terror.
Fála-me aos berros que as bombas não são para meter litros mas sim euros (podia-me ter dito antes...), que agora não me ia devolver o resto do dinheiro (não sei porquê se paguei e era meu...) que se quisesse meter por litros tinha passado para outra bomba (se eu soubesse que era melhor teria ido) e que só não me responde pior porque está atrás dum balcão (e muito bem, não se responde mal aos clientes.)
Confusão total
Peço o Livro de Reclamações ao que a alminha me responde que só mo dá na presença da GNR, pois muito bem, mande chamar a GNR.
Com o Livro na mão peço , e muito educadamente, uma caneta ao que me responde que a caneta é dela e que não empresta, que me desenrasque. Pedi uma caneta a outro cliente e começo a escrever, e ainda oiço aos berros - veja lá o que é que escreve porque isto está a gravar imagem e som... (pois ainda bem, o patrão pode ver a besta que ali tem...)
Moral da história, o meu pai teve pena da menina que provavelmente estava num dia mau, e por esta hora já lá deve de ter ido entregar a reclamação e pedir para não enviarem para a ASAE..

1 comentário:

formiga disse...

Aconteceu-me algo semelhante, que também descrevi ontem no meu blog, mas foi na sportzone. apesar da moça não ter gritado, foi muito insolente e mal educada e só apos eu ter pedido o livro é que todos os funcionarios da loja puseram os nomes visiveis, porque até ai ninguém, mas mesmo ninguém, tinha os nomes á mostra.

Beijinhos