quinta-feira, abril 02, 2009

Divagações

E agora pergunto eu... se vos acontecesse alguma coisa menos boa, ou que vos fizesse sentir menos bem sujeitariam o vosso parceiro a isso?
Passo a explicar, no outro dia a I contava que na escola dela, uns pais divorciaram-se, porque a senhora, com cancro, não quis sujeitar o marido ao processo de quimioterapia e aos demais processos... e a I indignadissima com a situação e eu completamente de acordo com a mulher que não quer companhia para o percurso...
Explicava eu á I, que se fosse eu faria exactamente o mesmo, sem dramas...
Rotulou-me de doida com certeza...
Enfim... divagações.

3 comentários:

Charlie disse...

Eu faria o mesmo certamente......

É um acto de inteligencia, penso.



Beijo


Charlie

pó de arroz num ataque de escrita crónica disse...

Eu não o faria, da mesma forma que não queria que o meu amor o fizesse se lhe acontecesse.
Penso que nas relações tanto as coisas boas como as menos boas devem ser partilhadas e vividas em conjunto.
Já não basta uma pessoa estar doente e ainda ter de enfrentar isso sozinha.

Anita disse...

Tu vais casar rapariga!!! aquela parte que diz "no amor e na doença, em todos os dias da nossa vida" não te diz nada?
Eu provavelmente tb dizia à pessoa que não o queria por perto, m se essa pessoa realmente me amásse ia dizer q ficava, quer eu quisesse quer não. Mas é a minha opinião e vale aquilo que vale...